Targo
Targo

A Targo Consultoria foi fundada em maio de 1999, pelo administrador Carlos Eduardo Oshiro, para atender, inicialmente, o setor de marketing da cervejaria Ambev, o qual havia trabalhado por anos.

Siga-nos
Contato: (92) 3584-4659
Endereço: Rua Pará, 600 (altos) – Vieiralves - Manaus/AM
E-mail: targo@targo.com.br
Siga-nos:
Top
Gerenciamento de crise: como resolver problemas e manter os clientes? - Targo
6907
post-template-default,single,single-post,postid-6907,single-format-standard,mkd-core-1.0,highrise-ver-1.1.1,,mkd-smooth-page-transitions,mkd-ajax,mkd-grid-1300,mkd-blog-installed,mkd-header-standard,mkd-sticky-header-on-scroll-up,mkd-default-mobile-header,mkd-sticky-up-mobile-header,mkd-dropdown-slide-from-bottom,mkd-dark-header,mkd-full-width-wide-menu,mkd-header-standard-in-grid-shadow-disable,mkd-search-dropdown,mkd-side-menu-slide-from-right,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Blog

Gerenciamento de crise: como resolver problemas e manter os clientes na empresa?

Qualquer organização está sujeita a passar por momentos difíceis, seja por motivos financeiros ou seja por uma má gestão de pessoas. E nesses tempos mais duros é preciso ter um jogo de cintura para conseguir fazer um bom gerenciamento de crise e manter a empresa no mercado.

O maior erro é pensar que a empresa jamais vai passar por um período de crise. Por isso, o importante é atentar-se aos fatores que podem causar algum imprevisto dentro da empresa.

Pensando em ajudá-lo a evitar imprevistos e melhorar a gestão da sua empresa, nós, da Targo Consultoria, vamos apresentar algumas dicas importantes de gerenciamento de crise pára você não perder seus clientes. E ainda, veja como um bom líder pode ajudar a tirar a empresa de momentos de instabilidade . Confira!

Leia também: 

– Escola de líderes: saiba como desenvolver competências de gestão

Como planejar o gerenciamento de crise?

Uma crise pode atingir qualquer área de uma empresa, por isso é importante que as organizações tenham medidas e planejamentos para preservar a credibilidade, a identidade da empresa e os serviços que ela oferece no mercado.

Alguns passos devem ser seguidos para auxiliar esse planejamento e minimizar possíveis prejuízos para sua empresa:

  • Pesquise e avalie outras empresa que passaram pela crise;
  • Planeje ações iniciais;
  • Estabeleça quem são as pessoas autorizada que podem falar sobre o assunto;
  • Repasse informações corretas, para que não ocorra especulações ou que distorções;
  • Destaque possíveis ações que podem atingir sua empresa ou clientes;
  • Defina o público que pode ser afetado pela crise e os avise com antecedência;
  • Identifique probabilidades de recuperação.

Esses passos vão ajudar no seu gerenciamento de crise para controlar corretamente a situação, pois é preciso estar preparado antes mesmo que a crise chegue até a empresa.

Muitas instituições acabam agravando as suas situações por não ter um bom planejamento. Elas demoram para tomar as medidas necessárias para combater a crise, assim, as consequências se agravam e ocasionam a perda de confiança por parte dos clientes, fornecedores e investidores.

Um fator que é fundamental nesse processo, são os seus clientes. Eles são o público principal e por isso devem ter conhecimento sobre problemas da empresa, pois a imagem da organização pode ser colocada em risco.

Por isso, é importante saber gerenciar sua empresa no momento de crise, para evitar transtornos preocupantes. Manter o bom relacionamento com o seu cliente é essencial para o bom resultado e o sucesso da empresa, porque é nesse momento que as relações estão desestruturadas.

Mantenha seus clientes a par de tudo

A comunicação é a peça fundamental quando a empresa estar passando por uma crise. Você já deve conhecer os desejos dos clientes, saber o que ele gosta e precisa, e assim você pode deixar tudo claro sobre a situação da organização. Dessa forma ele percebe a importância dele e terá mais confiança na sua marca.

Então não deixe de comunicá-lo sobre a situação atual da empresa, para evitar qualquer desentendimento entre ambas as partes. Além disso, sua empresa demonstra confiança.

Eduque e oriente seu cliente

Você deve ajudar o seu cliente em diversas situações, principalmente em momentos de crises. Esclareça as informações de forma realista, sem criar expectativas que podem não ser atingidas.

Além de informar sobre a condição, você pode orientar da melhor maneira possível o que ele deve fazer nesses momentos, sempre mantendo o controle da situação. A empresa deve educar o seu cliente para que eles possam realizar ações necessárias durante o processo.

Seja empático

Não é fácil passar por uma situação de crise, muitos reagem de diferentes maneiras. Por isso, procure se colocar no lugar da outra pessoa, compreenda as necessidades e preocupações que surgem durante a ocasião, mesmo que a empresa não seja responsável pela crise.

Seja claro e transparente

Não omita qualquer informação para o seu cliente, por pior que seja a situação, pois sua empresa pode perder totalmente a credibilidade e confiança que são construídas ao longo do relacionamento.

Transparência é essencial nesse processo, seja realista ao falar sobre o momento, não prometa algo que não poderá cumprir, mas principalmente, não engane seus clientes com falsa especulações. Pois a ocasião é difícil, e nada pior do que desequilibrar suas relações com o cliente.

Não deixe o cliente sem uma solução

Por mais complicado que seja a crise, ponha na sua lista de prioridades soluções para o cliente. Se o atendimento não é bom o suficiente para resolver os problemas, as chances são de perder a confiança, e o cliente, são enormes.

Essa atuação influência na credibilidade da empresa e os seus clientes permanecem ao seu lado.

Aprender com o gerenciamento de crise é fundamental para realizar ações necessárias para lidar com o momento. No entanto, o término de uma crise não significa que sua empresa pode relaxar.

Além de esclarecer tudo com seus clientes, é fundamental que toda a sua equipe esteja totalmente ciente da situação que a empresa está passando. São os seus colaboradores que realmente vão ajudá-lo a sair dessa crise.

E isso só pode ser efetivamente realizado com um bom gerenciamento, que deve ser feito por um bom líder.

Como um líder deve fazer o gerenciamento de crise?

Nos momentos de maior aflição dentro de uma empresa, um líder de verdade é capaz de arrumar a bagunça e pôr tudo nos eixos, mas a realidade nem sempre condiz com o que se espera.

Nessas horas, são poucos os que assumem o controle da situação e conseguem, de fato, implementar melhorias.

O líder precisa ser sincero

Antes mesmo de apresentar alternativas para reverter qualquer cenário negativo, é importante começar da maneira certa ou, pelo menos, do jeito menos pior que é o de contar a verdade.

Mantenha a coerência em seus argumentos e não falhe no discurso, nas atitudes e nas decisões.

Em momentos de crise é importante que todo conjunto corporativo esteja preparado para enfrentar essa situação. Pois assim, será mais fácil minimizar ou reduzir qualquer impacto que possa atingir a sua organização.

Fuja do drama e aposte na confiança!

Nós entendemos que as adversidades que aparecem ao longo do caminho assustam porque os desafios surgem de N circunstâncias e nem sempre conseguimos prever o que está por vir. Daí, surge a insegurança, o medo e a preocupação, fatores que só atrapalham na tomada de decisões. Por isso, é necessário que você aprenda a administrar os sentimentos e não adie decisões essenciais no que se refere ao corte de gastos, por exemplo.
Sacrifícios fazem parte da caminhada

Por falar em despesas, chegamos a um dos pontos críticos, porém crucial da jornada rumo ao sucesso: a redução de investimentos. A revisão das metas e dos objetivos da empresa guiam o líder nas missões de realinhar oferta e demanda, redirecionar as equipes e, finalmente, definir o que dá para reduzir/interromper por um determinado período ou permanentemente. Se tiver dúvidas, consulte as equipes de trabalho para verificar a possibilidade de minimizar os impactos nos projetos ou nos setores da empresa.

Nós indicamos também:

– 5 sinais de um ambiente de trabalho ruim
– Anda sem tempo? 5 dicas práticas para ser mais produtivo!

Inspire para gerar criatividade

Por mais força de vontade que você tenha, um líder não consegue descobrir sozinho todas as soluções para a crise. E é justamente por dispor de uma equipe que já entende o que se passa com a empresa que ele deve delegar tarefas, disseminar um espírito de compromisso, além de buscar parcerias para investir em aperfeiçoamentos.

Ser proativo e incentivar a inovação é indispensável para fazer um gerenciamento de crise eficaz e poder alcançar bons resultados.

Fique atento para os relatórios

Após tanto esforço, prestar atenção aos mínimos efeitos dos planos de ação adotados é o modo ideal para visualizar um panorama do que deu certo ou não. Enxergar as deficiências e as conquistas a partir de um olhar macro tende a trazer benefícios como um monitoramento geral da produtividade. Os indicadores demonstram antecipadamente tendências e correções de equívocos.

Após os desafios enfrentados, o certo é avaliar suas estratégias, verifica os pontos positivos e negativos que surgiram. O importante é que toda empresa esteja preparada para um momento de crise, pois isso significa que ela está pronta para lidar com o mercado em geral.

Como uma boa oratória pode beneficiar os seus negócios

Comunicar é diferente de saber comunicar. Um bom discurso, o jeito de falar e até a expressão corporal podem fazer toda a diferença na hora de conquistar um cliente, por exemplo.

A forma que você fala e o que você fala pode passar toda a segurança que uma pessoa precisa, como a sua equipe, que precisa de um bom líder com postura e espírito de liderança.

Pensando nisso, fizemos um material exclusivo para ajudar você a ter a segurança que precisa ao falar e aprender sobre arte de comunicar. Baixe gratuitamente o infográfico clicando no banner abaixo.