You are currently viewing Síndrome de Burnout: Como Evitar o Esgotamento Profissional?

Síndrome de Burnout: Como Evitar o Esgotamento Profissional?

Se você está se sentindo esgotado depois de um dia de trabalho, talvez seja importante saber o que é a síndrome de Burnout.

Todos ficamos cansados após o trabalho, principalmente depois de um dia com muitas demandas. Mas, existe uma diferença entre o cansaço normal e a exaustão física e emocional.

Portanto, essa diferença que irá indicar se você está tendo algum sintoma da síndrome de Burnout.

Então, continue lendo o artigo para saber tudo sobre esta síndrome, os sintomas, como evitar e como tratar.

O que é a Síndrome de Burnout?

A síndrome de Burnout, também conhecida como síndrome do esgotamento profissional, foi definida em 1974, por um médico dos Estados Unidos e é um desgaste físico e emocional causado pelo trabalho.

Portanto, é na verdade considerado um distúrbio psíquico que nos dias de hoje pode ser visto na CID-10, sendo portanto um distúrbio reconhecido pela área médica.

Ainda, a estimativa é que essa doença atinge, atualmente, mais de 30 milhões de brasileiros.

Em geral, esse distúrbio afeta profissionais que têm uma jornada estressante ou pessoas que se dedicam muito ao seu trabalho, passando um pouco do recomendado.

As estatísticas dizem que existem alguns profissionais que possuem uma maior tendência a desenvolver essa síndrome, como:

  • Profissionais da área da saúde;
  • Professores;
  • Policiais;
  • Bombeiros;
  • Advogados;
  • Executivos.

Mas, na verdade, pode acontecer com qualquer profissional, não dependendo necessariamente da profissão.

O que gera essa doença é o estresse elevado no trabalho, deixando de lado qualquer momento de relaxamento que você deveria ter.

Esse estresse pode ser causado por muita cobrança, seja pela empresa em que trabalha ou pelo próprio indivíduo ou, até mesmo, por muitas horas seguidas de trabalho.

É importante também destacar que muitas vezes essa síndrome afeta mais as mulheres, por elas terem uma jornada dupla, tendo, muitas vezes, tarefas para fazer em casa depois do trabalho.

De qualquer maneira, a doença ocorre quando você é levado ao seu limite no trabalho, seja ele físico ou mental, ficando exausto e esgotado.

Então, o verdadeiro motivador dessa síndrome é o esforço excessivo do trabalhador, seja esse esforço físico ou emocional.

Portanto, uma das consequências dessa síndrome é a pessoa começar a desenvolver outros problemas, como depressão.

Quais os sintomas da Síndrome de Burnout?

Como foi falado, a Síndrome de Burnout é causada pelo esgotamento profissional, levando a pessoa aos seus limites físicos e emocionais.

Por isso, os seus principais sintomas estão associados a problemas da nossa saúde mental.

Então, uma pessoa com essa síndrome sofre de alterações no humor e se irrita facilmente, podendo se tornar agressiva.

Mas, não é apenas isso, ela também pode ter problemas de sono, de memória e dificuldade em se concentrar, ficando ansiosa.

Ainda, por se sentir irritada, a pessoa acaba se isolando um pouco, e pode começar a ter sintomas de depressão, ficar sempre para baixo, com autoestima baixa.

Por isso, é natural a pessoa ficar sempre pessimista e não sentir muitas coisas, como se ela estivesse dormente, sem empatia e prazer com as coisas.

Além disso, é possível ter sintomas físicos mais palpáveis, como dor muscular e dor de cabeça intensa.

Então, por ter muitos sintomas que podem ser confundidos com outros problemas e distúrbios psíquicos, é preciso um profissional para fazer o diagnóstico.

Como evitar?

Então, mesmo que você se estresse muito no trabalho, existem algumas coisas que você pode fazer para evitar a síndrome de Burnout.

Em geral, algumas práticas simples e que possam te trazer algum prazer podem ajudar na prevenção desse distúrbio.

Por exemplo, a prática de exercícios físicos, pois se tornam um momento de relaxamento no seu dia, onde relaxam os seus músculos e evitam as tensões musculares e problemas físicos.

O mesmo vale para uma alimentação saudável, assim você consegue repor as energias que gasta no dia.

Então, quando você se alimenta bem, você se sente mais bem disposto e com mais energia.

Como essa síndrome é causada pelo estresse excessivo, se você separar um tempo do seu dia para ter um momento de alívio, relaxamento e fazer algo que lhe dá prazer, você vai estar se prevenindo de ter essa síndrome.

Ademais, recomenda-se cuidar da sua inteligência emocional para saber se controlar e saber o que é bom para você.

Portanto, invista em autoconhecimento, a fim de aprender a identificar os seus sentimentos, quando o estresse está excessivo e quando é necessária uma pausa.

Assim, você consegue se organizar melhor e fazer tudo o que precisa fazer no tempo certo, dedicando também tempo para você fora do trabalho.

Qual é o melhor tratamento?

O ideal é você ter um profissional acompanhando os seus sintomas, para que você saiba o nível em que está.

Portanto, se você começar a sentir esses sintomas, procure um psicólogo e relate a ele tudo o que você está sentindo.

Se ele diagnosticar você com a Síndrome de Burnout, então provavelmente irá recomendar algumas atividades para que você relaxe e alivie o estresse.

Além disso, é importante ir, de tempos em tempos, de acordo com a recomendação do psicólogo, à sua sessão de terapia e seguir as indicações dele.

Conclusão

Então, agora você sabe tudo sobre a síndrome de Burnout e como identificar os seus sintomas.

Além disso, o mais importante: saber como evitar essa síndrome. Em geral, você precisa tirar um tempo para você, para relaxar e deixar toda a tensão do trabalho ir embora.

E aí, esse artigo lhe ajudou? Se sim, deixe aqui o seu comentário.

Este post tem um comentário

Deixe um comentário