You are currently viewing Tipos de liderança: conheça 10 perfis e descubra qual é o seu

Tipos de liderança: conheça 10 perfis e descubra qual é o seu

Ocupar um cargo de liderança em uma empresa não é uma tarefa fácil. Afinal, é preciso saber tomar decisões, lidar com pressão, gerenciar crises e, principalmente, cuidar de pessoas. 

A forma com que cada líder vai tratar essas situações no dia a dia influencia diretamente a performance da equipe. E o cenário em que sua empresa se encontra hoje pode ser um grande reflexo disso!

Por isso, é necessário entender qual tipo de liderança você está assumindo e se ela realmente é a ideal para sua equipe. Confira abaixo os 10 tipos de liderança que podem ser aplicados no contexto corporativo:

1. Liderança Autocrática

Como o nome já sugere, neste tipo de liderança a opinião do líder é absoluta. Ou seja, a equipe não se envolve nas tomadas de decisões, apenas as cumprem.

Além disso, outra característica deste tipo de liderança é cobrar a equipe de forma constante por resultados, embora não tenha dado autonomia para executar novas estratégias.

Geralmente a equipe costuma temer este tipo de liderança, com medo de perder o emprego ou ser prejudicada de alguma forma. Isso torna os processos turbulentos e promove um relacionamento ruim entre a equipe, já que um passa a cobrança para o outro.

2. Liderança Democrática

Diferentemente do líder autocrático, o líder democrático preza pela participação efetiva da equipe nas tomadas de decisões. Ele entende que, envolvendo os liderados nos processos, torna-os mais responsáveis e desenvolve melhor suas habilidades.

Além disso, o líder democrático também preza muito pelo bem-estar da equipe, por isso está sempre ouvindo opiniões e buscando feedbacks para a melhoria dos processos e da forma de liderar.

Nestes tipos de liderança, as decisões costumam ser mais demoradas, já que elas envolvem várias pessoas e opiniões diferentes. Mas sua vantagem está, principalmente, na interação e valorização do líder com o time.

3. Liderança Liberal

Poucas empresas adotam este tipo de liderança, já que ela está baseada na total autonomia por parte da equipe, entendendo que são capazes de executar com êxito cada atividade. Ou seja, é um formato que demanda alta maturidade de cada membro.

Nesta modalidade, onde quase não há a presença de uma liderança orientando e supervisionando, há um grande risco de que a equipe fique perdida e não cumpra os objetivos. Por isso, não é uma boa opção para negócios complexos.

A aplicação da liderança liberal – na maioria das vezes – resulta na percepção do valor de um líder mais próximo, acompanhando, dando feedbacks e gerenciando crises que podem ocorrer entre a equipe.

4. Liderança Situacional

O líder situacional não mantém um padrão em seu comportamento, pois suas decisões são baseadas no que está ocorrendo no momento. Isso quer dizer que ele age de acordo com o que a situação pede.

Neste caso, se demanda um pouco mais de experiência, atenção e maturidade para exercer este tipo de liderança. Isso porque o líder precisa saber reconhecer se tal atividade deve ser feita sob a supervisão dele, de outra pessoa experiente na área ou se requer apenas a presença de um novato.

Assim, o líder situacional seria uma variação de todos os tipos de liderança. Por exemplo, tomando decisões em grupo, como líder democrático, ou sozinho, como líder autocrático.

5. Liderança Coach

Um líder coach utiliza seus conhecimentos em coaching como uma maneira de identificar, treinar e desenvolver as habilidades de cada membro da sua equipe, sejam elas técnicas, emocionais ou comportamentais.

Por isso, podemos considerar que a liderança coach é um dos melhores tipos de liderança para trabalhar o crescimento pessoal do seu liderado, pois o torna consciente de suas potencialidades e faz com que ele se mantenha motivado e traga grandes resultados para a empresa.

Confira também: 

6. Liderança Técnica

O líder técnico é altamente munido de competências técnicas, o que o torna referência no que faz. Isso gera uma certa admiração por parte de seus liderados, que o têm como referência e inspiração.

Além disso, seu conhecimento técnico promove uma grande confiança à equipe, que sabe que pode contar com ele para resolver possíveis problemas. Neste caso, isso pode ser uma desvantagem, pois torna a equipe muito dependente e acomodada na maioria das vezes.

Outro contra é a falta de empatia com os membros de sua equipe, já que seu conhecimento técnico faz com que haja uma cobrança maior e, por muitas vezes, orienta que o trabalho seja feito somente de uma maneira.

7. Liderança Motivadora

O líder motivacional está sempre buscando inspirar as pessoas com apelos emocionais para que atinjam um objetivo comum.

Esta habilidade é extremamente útil na resolução de crises, já que trabalha com o otimismo para estimular os membros de sua equipe.

Porém, algumas das desvantagens podem ser a falta de foco nas tarefas e projetos da empresa e o fato de não conseguir dar feedbacks negativos, por medo de desmotivar a equipe.

8. Liderança Carismática

Assim como o líder motivacional, o líder carismático também trabalha o emocional da sua equipe. Porém, também une a persuasão para engajar a equipe e atingir os resultados da empresa.

Esse carisma faz com que a equipe seja altamente fiel e influenciada pelo líder, que não precisa impor obrigações para que as atividades sejam executadas. Além disso, também tem uma grande facilidade em gerenciar crises.

Porém, o líder carismático é mais reconhecido pelo carisma do que pelas suas habilidades técnicas. Além disso, pode ter dificuldades em dar feedbacks ruins e, muitas vezes, ser visto como amigo e não como líder.

9. Liderança Servidora

Na liderança servidora, o líder está totalmente disposto a ajudar seus liderados, sempre tentando entender e suprir suas necessidades. Por isso, é reconhecido por sua grande capacidade de empatia.

Porém, na maioria das vezes ele não é visto como um líder, já que coloca a vontade de seus liderados em frente à sua. Por isso, é preciso ter muita paciência e força de vontade para praticar este tipo de liderança.

Leia também:

10. Liderança Paternal

A liderança paternal, ou paternalista, é aquela cujo líder tem uma relação interpessoal muito forte com seus liderados. Essa relação pode, muitas vezes, ser bastante perigosa. Isso porque podem existir dois extremos: 

  1. O líder agir de maneira autocrática, bastante rigorosa; ou
  2. O líder ser muito liberal, permitindo que a equipe aja por conta própria.

Além disso, o foco do líder paternal está muito no emocional e não nos resultados. Ou seja, prefere manter uma boa relação com os liderados em vez de garantir o sucesso da empresa.

Agora que você já conhece os 10 tipos de liderança mais frequentes, conseguiu identificar o seu? E o dos seus líderes e/ou liderados?

Independente da resposta, não se esqueça de buscar um equilíbrio entre todos os perfis. Ou seja, saiba mesclar empatia e racionalidade quando necessário para ser um excelente líder!

Continue sua leitura com este artigo: Escola de líderes: saiba como desenvolver competências de gestão

Este post tem um comentário

Deixe um comentário